Posts recentes


Comentários


Arquivos


Categorias


RSS RSS 2



Por que ter um e-commerce?

E-commerce, ou comércio eletrônico, trata-se das transações financeiras realizadas por meio de dispositivos e plataformas eletrônicas, como computadores, tablets e smartphones. A modalidade representa uma das principais tendências de migração das relações de compra para o meio digital: atualmente, os brasileiros já compram mais pela internet – 7 a cada 10 adquirem serviços ou produtos online, de acordo com levantamento realizado pela PwC.

Já existem variadas possibilidades de ofertas e da democratização dos meios de pagamento, como boleto bancário, paypal, cartão de débito ou crédito – este é responsável por 70% de todas as compras realizadas na internet. O que chama a atenção do consumidor para esse processo é a comodidade, maior abrangência de produtos, economia de tempo e a vantagem financeira. Para 50% dos compradores virtuais, o comércio eletrônico apresenta melhor benefício econômico se comparado com as lojas físicas.

Em 2017, o número de consumidores ativos na internet alcançou 55 milhões. Desde então as expectativas sobre o mercado se tornaram cada vez mais exponenciais.

Se você quer começar a empreender ou expandir as vendas da sua empresa, confira agora porque você deveria apostar em um e-commerce para o seu negócio já:

  • Facilidade para começar. Para aqueles que querem empreender no mercado de vendas, a criação de um e-commerce apresenta maior viabilidade do que a de uma loja física, por exemplo, onde é necessário investir mais tempo e dinheiro para tê-la funcionando completamente;
  • Funcionamento em tempo integral. As chances de perder uma venda é quase nula, uma vez que um e-commerce fica disponível 24 horas por dia e 7 dias por semana, incluindo feriados;
  • Controle dos processos de vendas e disponibilidade de estoque. Por meio de um sistema de CRM é possível indicar ao visitante o total de unidades restantes no estoque, em tempo real. Isso provoca um senso de urgência para que este feche o negócio com mais rapidez;
  • Flexibilidade. O e-commerce permite a alternância entre diferentes estratégias de vendas e nichos, tornando-as mais flexíveis. Isso permite que o empreendedor aumente a sua oferta de produtos e serviços quando quiser, sem burocratização e complicações;  
  • Conteúdo e integração com outros canais. O comércio eletrônico pode ser uma fonte importante de conteúdo. O meio digital funciona como uma espécie de vitrine estratégica, permitindo a inserção de mídias visuais, como fotos e vídeos, detalhamento de produtos e descrições de vantagens e benefícios, fatores estes que podem ser decisivos para a realização de uma compra – 47% das pessoas procuram informações sobre o produto antes de realizar uma compra. Ao integrar a plataforma de comércio eletrônico às redes sociais ou ao blog da marca, ainda é possível criar um relacionamento benéfico entre esta e o comprador;
  • Poder de alcance. Diferente das limitações territoriais impostas às lojas físicas, com um e-commerce é possível ultrapassar fronteiras e atender diversas regiões ao mesmo tempo;
  • Fácil acesso. Os e-commerces podem ter mais vendas e lucros do que uma loja física, pois pode ser acessado de qualquer lugar. Por meio de anúncios vinculados às redes sociais, por exemplo, o consumidor pode facilmente se deparar com seus produtos e serviços, os adquirindo a qualquer momento a partir de apenas um clique.

Comentários

0
Não há comentários.